Desafio das Praias – Joinville

Sexta-feira dia 14/08 as 18hrs partimos para Joinville, Eu, Gustavo e Joel com nossas respectivas bikes ja previamente arrumadas no carro com 2 no rack de teto e uma acomodada dentro.

Carro carregado e pronto para a viagem.

Chegamos em Joinville por volta das 20horas e aproveitamos para dar uma passada na loja Decathlon para conhecer a loja, ver os produtos e aproveitar para comprar alguns itens. Logo depois de um “loooonnnnngooo” tempo dentro da maior rede de lojas de esportes do mundo, seguimos para o Hostel aonde iriamos pernoitar.

  

 Após os procedimentos de check-in e informações detalhados do funcionando do hostel, partimos para descarga do carro e deixar as bikes arrumadas e pronta para o pedal do próximo dia. Saímos para um fazer um lanche e retornamos para o descanso.

Acordamos pelas 06 horas, começamos a nos arrumar e próximo as 06:30 fomos informados que o café já estava servido. Todos pegaram suas bandejas e foram ao refeitório. Depois da alimentação, lavamos a louça, pagamos os consumos de água para viagem, arrumamos os alforges na bike e partimos para o Carl Hansen aonde estava marcado a saída.

Com um pouco de atraso partimos para o passeio, mas com o imprevisto do carro que iria levar as mochilas para o pessoal que não possuía alforges, não ter aparecido. Acomodei as coisas do Joel em meu alforge, o Fabico carregou as coisas do pirão e o Gustavo amarrou no topo de seu bagageiro as coisas do Guilherme que estavam em uma mochila.

Credito: Felipe Munhoz
Credito: Felipe Munhoz

Nosso trajeto iniciou pela cidade em sentido a BR 101 para cruzar a rodovia e seguir pelo interior sentido São João de Itaperiú. No caminho fizemos algumas paradas para reagrupar o pessoal.

Seguimos por estradas não pavimentadas por vários quilômetros, passamos por bares, mercadinhos, ponte pênsil, pontes de concreto e cachoeiras até chegar em nosso primeiro ponto de travessia, dentro de uma propriedade particular.

A travessia neste ponte foi realizado através de um balsa manual, manobrada com cabos de aço e cordas através da força. Para nos ajudar, o proprietário do local veio dar uma boa ajuda.

Após a travessia de balsa seguimos ainda por vários quilômetros até chegar novamente a BR-101 aonde nos deslocamentos alguns metros do percursos para fazer uma parada para almoço. A partir deste ponto seguimos sentido as praias de Balneário Barra do Sul e a dificuldade do trajeto, pois a areia na estrada começou a ficar mais espessa.

A parte final do percurso do primeiro foi mais puxada e conforme fomos margeando o canal era possível observar a maré a subindo até encontrar alguns trechos alagados pelo caminho.

Foto de Felipe Munhoz

Foram bastante quilômetros com areia fofa e após já termos rodados mais de 70km o pedal começou a ser bastante cansativo, mas a sorte foi que ao chegar ao Hotel Bandeirante eles estavam nos esperando com um ótimo lanche para repor as energias.

Check-in feito e banho tomado. Era hora de dar uma boa descansada e aguardar o horário do jantar que logo mais seria servido no saguão do hotel. Após o jantar o Hotel disponibilizou um lugar seguro para as bikes serem guardadas até a manhã do próximo dia.


Percurso do primeiro dia do Desafio das Praias – Joinville>Balneário Barra do Sul

Acordamos pelas 06 horas e quando eu e o Gustavo chegamos ao restaurante o Pirão já estava tomando café, enquanto Fabico e Joel ainda estavam no quarto. Antes de sair para pedal o pessoal que organizou o passeio repassou algumas indicações das travessias que seriam realizadas, a iniciar pela primeira que era já na saída do hotel.

Após realizar a travessia do Canal do Linguado que faz a divisa de Balneário Barra do Sul com São Francisco do Sul iniciamos o pedal fazendo o percurso pela praia aproveitando sempre a parte mais firme da areia. Foram cerca de 7km até chegar a praia do Ervino, primeira região habitada do litoral de São Chico.

Deste ponto em diante, seguimos pela rua paralela a praia. A quantidade de areia neste trecho era muito grande, o que era considerado difícil ontem, tornou-se fácil perto da dificuldade no dia de hoje. Passamos pelo Parque Estadual do Acaraí que é cheio de dunas e protegido da ação do homem, foram mais de 20km de um pedal cansativo, que não rendia, com bastante dificuldade e de muito tombos até chegar a Praia Grande. Passamos também pela Praia da Enseada e Ubatuba até chegar a Praia do Forte, aonde subimos até o Forte.

  

Após passar pelo Forte rodamos mais alguns quilômetros até chegar ao Centro Histórico aonde pegamos um barca para travessia da Baía da Babitonga para chegar ao pier da Vila da Glória, aonde iriamos fazer nosso almoço.

 

Após o almoço continuamos o percurso previsto em direção ao Ferry Boat do Vigorreli que nos levaria até Joinville na região próxima ao Aeroporto. Chegamos no momento que o ferry estava se aprontando para a travessia, embarcamos e seguimos viagem navegando novamente pela Baia da Babitonga.

Após a travessia, o Gustavo que já havia identificado alguns raios da roda traseiras quebrados teve um novo dano na roda da bike o que deixou ela muito torta impossibilitando seguir viagem. Pela região ali próxima não ser muito segura, conseguimos um carona para ele até o Aeroporto aonde ficou esperando retornarmos de carro para pegá-lo.

A parte final do percurso foi dentro da cidade e como estava escurecendo foi um pouco bagunçada, acelerada e estressante até certo ponto devido ao volume de tráfego de carros, mas chegamos inteiros mas cansados do percurso do 2 dia.



Confira o álbum de fotos do passeio:

Confira o percursos completo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *