Brusque-SC > Gramado-RS – Sexto Dia de Viagem

Nosso último dia de pedal começou cedo e frio, saímos por volta das oito horas com uma temperatura de zero graus, marcada pelo termômetro em frente a igreja em Cambará do Sul. O visual da estrada que nos levou até a cidade Tainhas era muito bonito, asfalto de excelente qualidade e poucos eram os trechos sem acostamento para pedalar.

IMG_0391Passaram pouco mais de uma hora e meia e já foi necessário realizar um parada para remover um pouco das roupas pois o sol apareceu e junto dele o calor do exercício contribuía ainda mais.111

As dez horas chegamos a conhecida Rota do Sol, e poucos quilômetros a frente chegamos a cidade de Tainhas e logo na entrada um tradicional ponto de parada. Aproveitamos para fazer um lanche, repor água, banheiros e seguimos viagem.

Animados era hora de seguir viagem, nosso próximo ponto de parada era São Francisco de Paula, distante 25km.

A partir deste ponto comecei a sentir as primeiras dores da viagem, um incomodo na região lombar me acompanhou pelo restante do dia, me deixando bastante irritado e um pouco desmotivado. Não era hora de desistir mas sim de encontrar forças e encarrar os mais de 40km que ainda tínhamos que pedalar.

São Francisco de Paula-20130725-00441Em São Francisco de Paula, encontramos o Sr. Ivo, meu xará, e sua estilosa bike. Volante de carro no lugar do guidão, um baita som ligado e muita alegria. O Marcos fez um test drive na bike dele, batemos algumas fotos e até tentamos pegar o endereço de e-mail dele para enviar a foto posteriormente.

IMG-20130725-00481Chegamos a Canela por volta das 16 horas, a cidade estava cheia de turistas. Demos uma volta pela cidade e uma parada na Igreja de pedra para bater algumas fotos. Seguimos em diante a procura de um hotel, cidade cheia sinônimo de poucas opções principalmente as mais baratas. Demoramos algum tempo até achar o local, mas foi muito bom chegar ao hotel após um dia inteiro pedalando no frio e com um pouco de dor.

A noite fomos a Gramado, jantamos na Galeteria NonnoMio aonde fomos atendidos com excelência, com direito a uma conversa com o Chef para adaptar o cardápio com 2 opções de massas sem glúten. Foi fantástico e um excelente jantar para matar a saudade de comer macarrão.

IMG_0394IMG_0405-MOTIONApós saciados seguimos ao centro da cidade, para um passeio na rua coberta e  um chocolate quente na Chocolates Caracol, item mais que necessário no frio que esta fazendo.

Voltamos a Canela, pois o frio que estava fazendo não nos deixou confortável, era hotel de retornar ao hotel para descansar e fugir daquele frio que já se tornava chato.

No outro dia acordamos por volta das 08 horas, levamos quase 2 horas para arrumar todas as coisas na caminhonete que faria nossa deslocamento para Brusque. Com tudo pronto aproveitamos para ir dar uma volta nos parques abertos e uma passada estratégica na fábrica de chocolates e rumo a Brusque.

Aproveito para agradecer a parceria de todos na viagem, a cada viagem o meu encanto pelo cicloturismo aumenta e agrega um prazer de viver a vida incrível. Que venham muitas outras acompanhado destes e de outros grandes amigos.

Origem: Cambará do Sul/SC
Destino: Canela-Gramado/RS
Distância Percorrida: 107.9km
Tempo Pedalando: 05h48min
Duração Total: 07h56min
Velocidade Média: 18.6km/h
Ganho total: 1.360m

Totalizadores
Distancia Percorrida: 490,56km
Tempo Pedalando: 29h31min
Tempo Geral: 46h19min
Ganho de Altitude Total: 4428m

Brusque-SC > Gramado-RS – Quinto Dia de Viagem (Folga do Pedal)

Nosso quinto dia de viagem é folga do pedal, uma benefício pelos ganhos de 30k nos três primeiros dias de viagem. O dia estava muito frio, acordamos por volta das 08 hrs e ainda era possível ver bastante gelo em tudo que IMG_0266estava na rua e nos telhados das casas.

Tomamos um café da manhã no própria pousada, por falta de opções utilizei do pão em fatias sem glúten da Bem Nutrir com aquele mel gostoso da região e tomei um café reforçado. Pegamos a estrada de carro para conhecer o Cânion Fortaleza, considerado o mais bonito. São aproximadamente 20km de estradas sendo que uma grande parte já está asfaltada. No caminho foi possível encontrar ainda bastante gelo na estrada, principalmente na região ainda em estrada de chão, passávamos de carro e aquele barulho do gelo quebrando-se era muito legal. Continue lendo “Brusque-SC > Gramado-RS – Quinto Dia de Viagem (Folga do Pedal)”

Brusque-SC > Gramado-RS – Quarto Dia de Viagem

Amanheceu muito frio no quarto dia, estávamos na cidade de Sombrio e o destino programado que era ir até Praia Grande, na noite anterior foi alterado para Cambará do Sul, no alto da Serra Geral e no percurso do dia incrementado 32km adicionais sendo 18km de Serra. Era hora de encarar o frio e iniciar o pedal. A partir de hoje com 2 novos integrantes em tempo integral, Fabico e João Marcos, que ambos iniciaram o dia pedalando.

IMG_0214

Devido ao visual da cozinha da pousada que dormimos, conhecida no dia anterior, decidimos tomar café no caminho, que pelo “GPS Mental” do Marcos seria coisa de 4km no máximo. Já havíamos pedalado 16km e nada de chegar o local do café da manhã, muitas reclamações, resmungos encontramos um placa informando que estávamos a 2km do local de parada, dá nada pedalar quase 20km para tomar café, imagina o restante que vem pela frente. No ponto de parada do Japonês, recém inaugurado, fomos muito bem atendidos e após uma conversa com o pessoal consegui que eles fizessem dois misto quente com pão sem glúten fatiado da Bem Nutrir que trouxe comigo para a viagem. Continue lendo “Brusque-SC > Gramado-RS – Quarto Dia de Viagem”

Brusque-SC > Gramado-RS – Terceiro Dia de Viagem

Iniciamos o terceiro dia a partir de Tubarão com a baixa de um integrante, mas motivados por continuar o pedal. Acordamos mais cedo programando passar em uma bicicletaria para realizar alguns reparos nas bikes e repor o estoque de câmaras aro 29. Passamos na loja Shop Bike Tubarão e enquanto a loja não abria, devido a chuva presente desde a madrugada, eu e o Marcos fomos a uma loja de motos que ficava a uns 300 metros para comprar calca, luva e polaina impermeável. Quando retornamos o Egorn já estava sendo atendido pelo pessoal da loja. Em uma hora estávamos prontos para pegar a estrada, antes é claro uma foto para ficar de lembrança. Continue lendo “Brusque-SC > Gramado-RS – Terceiro Dia de Viagem”

Brusque-SC > Gramado-RS – Segundo Dia de Viagem

Iniciamos o segundo dia de pedal com muito frio e logo pela manhã já foi possível ver um novo pneu furado na bicicleta do Douglas, provavelmente fruto do mesmo vidro encontrado no acostamento no outro dia. Preparamos o café da manhã no chalé que alugamos, já que tinha cozinha e havíamos comprado no dia anterior no mercadinho 24hrs algumas comidas. Para mim eu utilizei 2 pão francês sem glúten pré-assado, que preparei numa frigideira disponível no local e comi com um sache de leite condensado cozido que também trouxe junto.

Um atraso de uns 30 minutos na saída para arrumar o pneu da bicicleta do Douglas e rumamos de bike pelo centrinho da Praia do Rosa. Encontramos um venda e realizamos a compra de um cacho de banana, 1 kg de tangerina e 1 kg de laranja. Naquele local nos deparamos com uma cena inusitada de um cachorro passeando com um peixe cru na boca, procurando um local mais confortável e seguro para saborear sua refeição. Continue lendo “Brusque-SC > Gramado-RS – Segundo Dia de Viagem”

Brusque-SC > Gramado-RS – Primeiro Dia de Viagem

Acordamos as 06:00 e a chuva já não estava mais presente, tomamos aquele café reforçado e iniciamos os últimos ajustes e montagem dos equipamentos na bikes para iniciar a viagem. As 07:34 iniciamos nosso pedal em direção a barra sul pela avenida Brasil e após 3km pedalados já tivemos o primeiro pneu furado na bicicleta do Egon.IMG_0031

Alguns minutos depois, apos os consertos rápidos necessários, chegamos aos fundos do restaurante de comida mexicana “Guaca-Mole” estávamos iniciando a travessia de do Rio Camboriú de balsa, travessia esta custeada pela prefeitura para os moradores e turistas que desejam realizar a travessia do rio. Esta mesma travessia é utilizada no sentido oposto dentro do Circuito Costa Verde e Mar.

IMG_0466De lá seguimos em direção ao o tunel que liga BC a cidade de Itapema, para eliminar a necessidade de subir o morro do boi e facilitar assim o percurso daquele dia. Neste ponto senti-me um pouco desconfortável pela necessidade de se pedalar na contra-mão de uma BR durante uns 500 metros até a entrada e quase 1 km após sair do tunel. Embora a indicação do percurso seja realizada pela própria administradora da BR-101, ela sequer realiza alguma identificações para os motoristas que trefegam em sua mão ou então alguma divisão fisica que possa garantir maio segurança ao ciclistas. Caso você tenha tempo e disponibilidade aconselho utilizar outros percursos alternativos ou ir pela mão subindo o morro do boi.

IMG_0463O dia se mantinha estável e aos 33km um novo pneu furado, desta vez do Douglas, exigiu uma nova parada inesperada logo após a ponte de Tijucas. Sem muito vento contra o único problema que encontrávamos no deslocamento era quantidade de sujeira nos acostamento e vias marginais de BR-101. BR-101. Paramos por voltas das 13:30 para o almoço já na

cidade de Palhoça e muito próxima ao destino final programado. Naquele momento devido ao tempo ainda disponível decidimos então prolongar o pedal e ao invés de pernoitar na praia do sonho, prolongar até Garopaba. Conseguimos chegar até o túnel de acesso a cidade de Garopaba com tempo estável e a partir daquele momento a chuva apareceu e tivemos que colocar nossas capas de chuva, aproveitando para fazer um lanche e descansar um pouco. Continuamos a viagem e com a chuva o nossas capas de chuva, aproveitando para fazer um lanche e descansar um pouco.

Continuamos a viagem e com a chuva o tempo também de fechou trazendo a noite junto com ela, pelas 16:30. Após atravessarmos o túnel, depois de uns 2km, iniciando a descida para a cidade de Garopaba, nos deparamos com um garrafa quebrada no acostamento e 3 pneus furados de uma só vez, um dos pneus com um belo rasgo. Localizamos uma casa próxima ao local e nos deslocamento para lá para o conserto das bikes, já que além de ainda chover muito, o frio começou a aparecer e o local era muito perigoso. No local não tinha ninguém em casa, localizamos uma estrebaria e após algumas buscas, conseguimos uma luz e começamos a trabalhar nos consertos. Foram longas uma hora e meia de trabalho e após tudo pronto iniciamos novamente nosso pedal, nos deslocando até o próximo posto para uma parada para lanche. Neste momento em conjunto decidimos tentar um resgate até o destino final para podermos chegar a tempo de localizar uma pousada, jantar e descansar e não comprometer o restante da viagem. Após algumas conversas, pedidos de carona, conseguimos com os funcionários do posto o contato de um taxista que possui uma carretinha e que poderia fazer nosso translado, ligamos, combinamos o preço (R$ 30,00) e após 10 minutos ele estava no posto para nos levar até a Praia do Rosa. Chegando ao centrinho da Praia do Rosa localizamos um local para pernoite e fomos tomar aquele banho e se arrumar para ir procurar um jantar.

IMG_0101

Localizamos o restaurante “Lola” aonde fomos bem recebidos e conseguimos uma opção sem glúten. No cardápio possuem uma opção de pizza sem glúten, mas devido ao movimento da época eles não possuíam no estoque a massa para prepará-la. Após uma consulta rápida do Garçom junto ao Chef na cozinha, me foram apresentados 3 opções no cardápio possíveis. Acabei escolhendo um selecionado de legumes cozido ao molho shoyu acompanhado de arroz. Prato preparado muito rapidamente, servido em excelente qualidade visual e sabor esplêndido Aconselho a todos.

IMG_0462IMG_0104

Na saída passamos num mercadinho 24hrs e compramos pão, achocolatado, geleia e algumas coisas adicionais para o café da manhã do próximo dia.

Origem: Bairro Centro – Balneário Camboriú – SC
Destino: Praia do Rosa – Garopaba – SC
Distância percorrida no Dia: 137,06km
Tempo Pedalando no Dia: 07h05min
Tempo Geral no Dia: 11h54min
Velocidade Média no Dia: 11.5km/h
Ganho de Altitude no Dia: 786m
Altitude Máxima no Dia: 118m